InícioFAQMembrosGlossárioBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | .
 

 Sinais de falsa aceitação da família?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
lianasva
Novato(a)
Novato(a)
avatar

Mensagens 40
Inscrição 18/09/2016
Idade 19

MensagemAssunto: Sinais de falsa aceitação da família?   16/10/2016, 02:07

Em meio a uma briga com a minha mãe onde ela jogava na minha cara mais uma vez que não namoro pois apesar de eu afirmar estar com a pessoa não ajo como "os outros casais", acabei falando que talvez pudesse ser asexual (estou considerando essa hipótese). A reação de início dela foi de "MASOQ?", eu expliquei como me sentia, como é difícil para mim me definir pois não tenho certeza quando estou gostando de alguém, diferenciar se eu quero a pessoa por perto ou quero ter algo sexual, pois nunca foi algo muito óbvio para mim. Desde que ela pareceu entender melhor me disse que o importante para ela era eu ser feliz, seja com quem fosse, como fosse.
 
obs: já cheguei a pensar ser "lithromantic". Cheguei a conclusão que não.
Meu pseudonamoro acabou por motivos de parecermos mais amigos que qualquer coisa.
 A questão é que uns dias atrás em meio à um debate sobre absorvente interno(k) em que minha mãe sempre dizia que para eu evitar usar virgem por risco de "perder minha virgindade" eu perguntava para ela se isso era verdade ou um mito, então ela disse "Beleza, se você quiser perder sua virgindade com um absorvente interno vai lá" e então eu disse que se fosse verdade talvez ele fosse o único a conseguir essa proeza (sim, eu falei isso, e na hora foi muito engraçado :U asgyawerd). Ela me deu um tapa de brincadeira e disse "Para com isso" eu perguntei "Que foi?" ela falou que se preocupava comigo, acho que no sentido de como seria meu futuro. Ela estava preocupada de eu vir a ser infeliz sem relações sexuais?
Fico pensando se ela realmente entendeu o que eu passo e aceita a probabilidade de eu ser asexual ou só falou para eu não me sentir mais mal do que eu estava na hora, me achando uma pessoa deslocada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romântico
Admin
Admin
avatar

Mensagens 1839
Inscrição 16/04/2014
Idade 41
Pensamento "O amor está acima da morte, assim como como o céu, do oceano" (Jean Baptiste Henri Lacordaire)

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   16/10/2016, 08:47

adolescenteconfusa escreveu:
Em meio a uma briga com a minha mãe onde ela jogava na minha cara mais uma vez que não namoro pois apesar de eu afirmar estar com a pessoa não ajo como "os outros casais", acabei falando que talvez pudesse ser asexual (estou considerando essa hipótese). A reação de início dela foi de "MASOQ?", eu expliquei como me sentia, como é difícil para mim me definir pois não tenho certeza quando estou gostando de alguém, diferenciar se eu quero a pessoa por perto ou quero ter algo sexual, pois nunca foi algo muito óbvio para mim. Desde que ela pareceu entender melhor me disse que o importante para ela era eu ser feliz, seja com quem fosse, como fosse.
obs: já cheguei a pensar ser "lithromantic". Cheguei a conclusão que não.
Meu pseudonamoro acabou por motivos de parecermos mais amigos que qualquer coisa.
Ainda bem que depois ela lhe disse que o importante é que vc seja feliz. Cada pessoa é diferente da outra e o que faz A feliz pode fazer B infeliz e vice-versa. Ela precisa aceitar as suas preferências, afinal é sua a vida e vc se relaciona (ou não) com quem quiser. sorrindo
 
adolescenteconfusa escreveu:
A questão é que uns dias atrás em meio à um debate sobre absorvente interno(k) em que minha mãe sempre dizia que para eu evitar usar virgem por risco de "perder minha virgindade" eu perguntava para ela se isso era verdade ou um mito, então ela disse "Beleza, se você quiser perder sua virgindade com um absorvente interno vai lá" e então eu disse que se fosse verdade talvez ele fosse o único a conseguir essa proeza (sim, eu falei isso, e na hora foi muito engraçado :U asgyawerd). Ela me deu um tapa de brincadeira e disse "Para com isso" eu perguntei "Que foi?" ela falou que se preocupava comigo, acho que no sentido de como seria meu futuro. Ela estava preocupada de eu vir a ser infeliz sem relações sexuais?
Fico pensando se ela realmente entendeu o que eu passo e aceita a probabilidade de eu ser asexual ou só falou para eu não me sentir mais mal do que eu estava na hora, me achando uma pessoa deslocada.
Romper o hímen é uma coisa, perder a virgindade é outra.
Uma garota que pratica sexo anal, mas não vaginal, por exemplo, não é virgem, enquanto que uma que não tenha experiência sexual e tenha o hímen rompido sozinha, com o uso de algum objeto, não deixa de ser!
Na verdade me parece que ela se preocupa não só com a possibilidade de que vc não volte a namorar, mas também com a de vc vir a namorar algum rapaz e ele achar que vc não é virgem, por ter rompido o hímen.


Visite o site oficial:
http://www.assexualidade.com.br


------

Confira os tópicos selecionados, na barra lateral direita do Fórum!
Obs: atualizei a lista, incluindo links que constavam apenas na minha assinatura.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://vk.com/megasenaminhavida
Bells
Sabido(a)
Sabido(a)
avatar

Mensagens 206
Inscrição 04/09/2016
Idade 25
Pensamento See the line where the sky meets the sea? It calls me

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   16/10/2016, 13:32

Olha, pelo jeito ela não entendeu muito bem o que é assexualidade e também tem a esperança de que você vá casar, ter filhinhos etc. Pais/parentes tem uma obsessão louca com isso, parece que é o único caminho a se seguir na vida AHFIUHDSIUFHIFH.

Mas acho promissor ela ter dito que o que importa é você estar feliz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   17/10/2016, 15:58

AVISO: As frases a seguir sao expressoes de pensamentos proprios, que podem OU NAO, estar corretos, mas de qualquer forma sao apenas frutos da minha reflexao sobre o escrito acima, nao estava nessa situaçao e nao conheço voce ou sua familia, logo minha imformaçao é limitada e ainda esta sujeita a possiveis erros de interpretaçao.
Acho que ela esta em negaçao. Minha mae esta assim comigo, eu disse para ela que sou ace e ela respondeu dizendo que tem certeza que um dia eu vou me apaixonar, casar virgem e ter filhos, por que Deus tem um plano para minha vida. Rolling Eyes  Fez questao de mencionar que quando ela estava gravida de mim, todos os dias pedia a Deus que se eu nao fosse um servo fiel dele, que nem nascesse, sou ateu, e peço desculpas aos cristaos, nao quero ofender a religiao, mas enquanto ela acha que isso é uma prova de amor, pois se nao nascesse eu nao iria para o inferno, eu vejo como fruto de um excesso de fé, e fé demais é o que leva, por exemplo, alguem a participar de um culto suicida.
Voltando ao que interessa, acho que sua mae esta no mesmo estado que a minha (tirando a parte da fé), esta negando que voce possa ser ace ou qualquer outra coisa fora do esperado, esta acreditando que voce só esta confusa ou algo do tipo, e que ainda vai se descobrir "normal". Em outras palavras, ela nao entendeu nada, apenas fingiu para evitar o conflito e deixar voce perceber por si mesma que ela estava certa o tempo todo. E enquanto voce nao se descobrir e se impor, o mais provavel é que ela continue assim.
Repetindo que isso é só o que eu penso, posso estar totalmente errado e ter julgado mal a situaçao, mas pelo que vejo é isso.


Última edição por MK 35 em 17/10/2016, 16:00, editado 1 vez(es) (Razão : Cortei as unhas e fico errando as letras kkk)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alis-
Sabido(a)
Sabido(a)
avatar

Mensagens 279
Inscrição 01/09/2016
Idade 22
Pensamento Aprenda a enxergar. Perceba que tudo se conecta a tudo o resto.

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   17/10/2016, 21:21

adolescenteconfusa escreveu:
Em meio a uma briga com a minha mãe onde ela jogava na minha cara mais uma vez que não namoro pois apesar de eu afirmar estar com a pessoa não ajo como "os outros casais", acabei falando que talvez pudesse ser asexual (estou considerando essa hipótese). A reação de início dela foi de "MASOQ?", eu expliquei como me sentia, como é difícil para mim me definir pois não tenho certeza quando estou gostando de alguém, diferenciar se eu quero a pessoa por perto ou quero ter algo sexual, pois nunca foi algo muito óbvio para mim. Desde que ela pareceu entender melhor me disse que o importante para ela era eu ser feliz, seja com quem fosse, como fosse.
 

Como já disseram, ela dizer que o importante é você ser feliz mostra que ela está aberta a entender ou aceitar o que você disser, mesmo que seja contra algo que ela acredita.


adolescenteconfusa escreveu:
obs: já cheguei a pensar ser "lithromantic". Cheguei a conclusão que não.
Meu pseudonamoro acabou por motivos de parecermos mais amigos que qualquer coisa.

Bom, se era um namoro pra você e seu namorado, não deixa de ser um namoro só porque não se adapta a um padrão do que é entendido como namoro. Eu conheço uma menina que tem dias pra namorar (namora na quarta e nos sábados), mas só porque o namoro dela segue o calendário, não deixa de ser um namoro. Quantos casais namoram da mesma forma? Cada um tem sua forma de viver a vida, e isso acontece também nos relacionamentos. Não existe isso de "namoro de verdade".

adolescenteconfusa escreveu:
A questão é que uns dias atrás em meio à um debate sobre absorvente interno(k) em que minha mãe sempre dizia que para eu evitar usar virgem por risco de "perder minha virgindade" eu perguntava para ela se isso era verdade ou um mito, então ela disse "Beleza, se você quiser perder sua virgindade com um absorvente interno vai lá" e então eu disse que se fosse verdade talvez ele fosse o único a conseguir essa proeza (sim, eu falei isso, e na hora foi muito engraçado :U asgyawerd). Ela me deu um tapa de brincadeira e disse "Para com isso" eu perguntei "Que foi?" ela falou que se preocupava comigo, acho que no sentido de como seria meu futuro. Ela estava preocupada de eu vir a ser infeliz sem relações sexuais?
Fico pensando se ela realmente entendeu o que eu passo e aceita a probabilidade de eu ser asexual ou só falou para eu não me sentir mais mal do que eu estava na hora, me achando uma pessoa deslocada.

Parece que ela realmente se preocupa. Não conheço sua mãe, mas uma mãe que diz pra filha não usar absorventes internos por medo de romper o hímen parece uma mãe que se preocupa (a minha, pelo menos, não me ensinou a usar nem os externos, tive que ler a embalagem). Talvez ela não tenha entendido realmente, ou apenas concordou e continuou pensando o que pensava sobre você. Sabe quando você fala pros seus pais que nunca vai fazer determinada coisa, e eles concordam com aquele ar de "sei que você acha isso, mas minha experiência me dizem que você vai fazer o contrário?", talvez seja isso. Não conheço sua mãe, então nem tem como eu saber. Você só vai descobrir se conversar com ela. (boa sorte!)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sheldon
Sabido(a)
Sabido(a)
avatar

Mensagens 306
Inscrição 11/09/2016
Idade 28

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   19/10/2016, 01:03

não conheço como é a sua família

mas uma coisa que gosto falar nessas horas vem da musica pais e filhos "Você me diz que seus pais não entendem, Mas você não entende seus pais" e creio que muita coisa acho que só entenderemos se também formos ( adoção ou que nem uma tia minha que "adotou" os sobrinhos )

enfim quero chegar num ponto que a num passado não tão distante (até os anos 80) era muito comum as pessoas serem criadas na formula de a pessoa ter que depois dos os rapazes 18 os rapazes tinhas que achar um emprego e as moças um marido, capaz de no interior ainda ter forte essa cultura "forte" ainda, então é meio dificil essa "coisa nova" entrar na cabeça deles

esse tempos minha mãe veio com umas conversas doidas que não tem problema com gays que aceita de boa que eles se vistam de mulher .... eu só não falo de assexualidade para não deixar mais ela confusa por me considerar demisexual ... ela não entende que não quero que ela mexa no meu quando pra nã esculhambar minhas peças de eletronica ¬¬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lianasva
Novato(a)
Novato(a)
avatar

Mensagens 40
Inscrição 18/09/2016
Idade 19

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   21/10/2016, 23:15

Bells escreveu:
Olha, pelo jeito ela não entendeu muito bem o que é assexualidade e também tem a esperança de que você vá casar, ter filhinhos etc. Pais/parentes tem uma obsessão louca com isso, parece que é o único caminho a se seguir na vida AHFIUHDSIUFHIFH.

Mas acho promissor ela ter dito que o que importa é você estar feliz.
Acho que não muito no início.
Todo dia parece que ela está tentando entender mais.
Hoje por exemplo, conversei sobre trans e foi ela quem começou se não me engano. Comecei a falar de um youtuber que é trans e asexual.
Emendamos um assunto no outro e sinto que ela realmente está mais aberta e aceitando melhor as coisas. Fico feliz com isso.

Sim eu acho que ela ainda quer muito que eu venha a me casar e ter filhos, coisa que eu pode acontecer muito de boas futuramente ^-^.

Só não quero que seja desagradável se eu vir a não seguir esse caminho. Ela me quer feliz acho que é isso que importa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lianasva
Novato(a)
Novato(a)
avatar

Mensagens 40
Inscrição 18/09/2016
Idade 19

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   21/10/2016, 23:26

Convidado escreveu:
AVISO: As frases a seguir sao expressoes de pensamentos proprios, que podem OU NAO, estar corretos, mas de qualquer forma sao apenas frutos da minha reflexao sobre o escrito acima, nao estava nessa situaçao e nao conheço voce ou sua familia, logo minha imformaçao é limitada e ainda esta sujeita a possiveis erros de interpretaçao.
Acho que ela esta em negaçao. Minha mae esta assim comigo, eu disse para ela que sou ace e ela respondeu dizendo que tem certeza que um dia eu vou me apaixonar, casar virgem e ter filhos, por que Deus tem um plano para minha vida. Rolling Eyes  Fez questao de mencionar que quando ela estava gravida de mim, todos os dias pedia a Deus que se eu nao fosse um servo fiel dele, que nem nascesse, sou ateu, e peço desculpas aos cristaos, nao quero ofender a religiao, mas enquanto ela acha que isso é uma prova de amor, pois se nao nascesse eu nao iria para o inferno, eu vejo como fruto de um excesso de fé, e fé demais é o que leva, por exemplo, alguem a participar de um culto suicida.
Voltando ao que interessa, acho que sua mae esta no mesmo estado que a minha (tirando a parte da fé), esta negando que voce possa ser ace ou qualquer outra coisa fora do esperado, esta acreditando que voce só esta confusa ou algo do tipo, e que ainda vai se descobrir "normal". Em outras palavras, ela nao entendeu nada, apenas fingiu para evitar o conflito e deixar voce perceber por si mesma que ela estava certa o tempo todo. E enquanto voce nao se descobrir e se impor, o mais provavel é que ela continue assim.
Repetindo que isso é só o que eu penso, posso estar totalmente errado e ter julgado mal a situaçao, mas pelo que vejo é isso.
Talvez, talvez na hora ela apenas quis mudar o foco da conversa para não ter que entrar em um assunto complicado e delicado.

Sua mãe tem realmente muita expectativa que você vá pelo caminho que ela espera, tenha uma família do jeito que ela está pensando.

Ela pode ter se decepcionado com o caminho que você tomou, como uma mãe muito religiosa isso é normal. Mas também é importante que com o tempo ela te aceite como você é, asexual ou não, ateu ou não.
Sinto por você ter que passar por essa situação. E é difícil conversar com alguém que poe um tipo de expectativa que você não corresponde.
Pode levar tempo mas creio que ela vai ficar feliz vendo você feliz do jeito que é.

ps: No meu caso eu sou mais religiosa que minha mãe, sou católica, ela não se considera ateia mas prefere não se enquadrar em nenhuma religião específica.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lianasva
Novato(a)
Novato(a)
avatar

Mensagens 40
Inscrição 18/09/2016
Idade 19

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   21/10/2016, 23:36

Alis- escreveu:
Como já disseram, ela dizer que o importante é você ser feliz mostra que ela está aberta a entender ou aceitar o que você disser, mesmo que seja contra algo que ela acredita.
Sim, isso é muito importante.


Alis- escreveu:
Bom, se era um namoro pra você e seu namorado, não deixa de ser um namoro só porque não se adapta a um padrão do que é entendido como namoro. Eu conheço uma menina que tem dias pra namorar (namora na quarta e nos sábados), mas só porque o namoro dela segue o calendário, não deixa de ser um namoro. Quantos casais namoram da mesma forma? Cada um tem sua forma de viver a vida, e isso acontece também nos relacionamentos. Não existe isso de "namoro de verdade".
Own


Alis- escreveu:
Parece que ela realmente se preocupa. Não conheço sua mãe, mas uma mãe que diz pra filha não usar absorventes internos por medo de romper o hímen parece uma mãe que se preocupa (a minha, pelo menos, não me ensinou a usar nem os externos, tive que ler a embalagem). Talvez ela não tenha entendido realmente, ou apenas concordou e continuou pensando o que pensava sobre você. Sabe quando você fala pros seus pais que nunca vai fazer determinada coisa, e eles concordam com aquele ar de "sei que você acha isso, mas minha experiência me dizem que você vai fazer o contrário?", talvez seja isso. Não conheço sua mãe, então nem tem como eu saber. Você só vai descobrir se conversar com ela. (boa sorte!)
Estou conversando com ela. Ela parece me entender cada vez mais. Até falou que minha tinha é parecida comigo no quesito de ter probabilidade de ser demisexual. JA DESCONFIAVA hahaaha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lianasva
Novato(a)
Novato(a)
avatar

Mensagens 40
Inscrição 18/09/2016
Idade 19

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   21/10/2016, 23:44

Sheldon escreveu:
não conheço como é a sua família

mas uma coisa que gosto falar nessas horas vem da musica pais e filhos "Você me diz que seus pais não entendem, Mas você não entende seus pais" e creio que muita coisa acho que só entenderemos se também formos ( adoção ou que nem uma tia minha que "adotou" os sobrinhos )

enfim quero chegar num ponto que a num passado não tão distante (até os anos 80) era muito comum as pessoas serem criadas na formula de a pessoa ter que depois dos os rapazes 18 os rapazes tinhas que achar um emprego e as moças um marido, capaz de no interior ainda ter forte essa cultura "forte" ainda, então é meio dificil  essa "coisa nova" entrar na cabeça deles
Essa musica tem muitas verdades. Nossos pais são como nós, só que eles tem mais experiências e pensam de forma mais divergente na maior parte das vezes e isso é completamente normal. É importante que pais e filhos tentem se entender, se ajudar.

Sheldon escreveu:
esse tempos minha mãe veio com umas conversas doidas que não tem problema com gays que aceita de boa que eles se vistam de mulher .... eu só não falo de assexualidade para não deixar mais ela confusa por me considerar demisexual ... ela não entende que não quero que ela mexa no meu quando pra nã esculhambar minhas peças de eletronica ¬¬
Isso mostra que ela esta dando sinais de estar mais aberta a certos assuntos.
Mesmo que você tenha medo de que ela estranhe/fique confusa acho importante você tentar explicar, assim ela vai ter chance de tentar te entender melhor e você teria suporte de alguém muito importante que é sua mãe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bells
Sabido(a)
Sabido(a)
avatar

Mensagens 206
Inscrição 04/09/2016
Idade 25
Pensamento See the line where the sky meets the sea? It calls me

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   22/10/2016, 11:14

Cara, isso é muito legal MESMO.

Tomara que continue só as glórias xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Léo
Mestre Supremo(a)
Mestre Supremo(a)
avatar

Mensagens 1573
Inscrição 24/07/2013
Idade 101
Pensamento y1 = -√(1-x²) + √|x|, y2 = √(1-x²) + √|x|

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   22/10/2016, 11:40

Desculpe, acho que vou decepcionar a maioria dos que responderam ao tópico, inclusive a autora rsrs. Mas é com carinho que escrevo isto.

Não consigo ler tudo, mas vou focar no tema do tópico:

Você, assexual (no geral), não precisa contar tudo à sua família e, inclusive, deve seguir a recomendação de não contar, especificamente à sua família, sobre sua condição (as)sexual. Com amigos até pode ser porque você pode desfazer a amizade caso venha a rejeição, mas com familiares não. Você não pode mudar de mãe, pai, avó... É importante você entender essa diferença.

Você depende da aceitação da sua família, aceite isto. Por isso não "provoque".

Se você descobre ser assexual, coleciona indícios - e/ou experiências se você tiver mais idade - de que de fato o é, é bem "resolvido" - ou seja, não possui traumas e/ou repugnância ao assunto "sexo" (ou se tiver, faz tratamento psicológico) - e justamente nesta fase da vida está feliz por ter se encontrado, você tem a maior chance do mundo de perder toda essa alegria se seus familiares (principalmente pais, mães e avós) começarem a dar palpites na sua sexualidade e no seu comportamento se você os contar de onde provém toda essa alegria de realização (considerando que descobrir-se seja uma realização pessoal). [1]

Esse mesmo conselho, de não compartilhar com familiares (e às vezes até amigos) o que está te fazendo feliz, geralmente é dado ao assunto "relacionamentos amorosos", onde você "esconde" seu novo parceiro de pessoas próximas para que elas não deem palpite sobre a nova pessoa que você considera o "amor da sua vida" e eles não destruam isso tudo e lhe ponha para baixo. Muitos sabem que relacionamentos mais costumam acabar quando apresentamos o parceiro às pessoas que conhecemos para cumprir um bobo e perigoso protocolo social.

Talvez seja tarde para muitos assexuais que já compartilharam sua condição e enfrentaram, ou ainda podem enfrentar, uma rejeição de onde não devia partir, que são das pessoas próximas.

Não estou dizendo que a nenhum familiar devemos nos abrir e pedir ajuda. É óbvio que não, mas lembre-se: a exceção não é a regra. E a regra é familiares estragarem tudo quando você está bem no simples ato de desacreditar o que você diz, no caso a assexualidade.

Porque pais "são crianças como você", é mais um indício de que são pessoas, no geral, despreparadas para, inclusive, terem tido filhos; quanto mais para exercerem a influência - enorme - que exercem em você. Isso não é desculpa para achar que os erros deles são justificáveis. Pelo contrário, isso é desculpa para você não contar tudo a eles por achar que deve "compartilhar suas alegrias, suas visões, suas experiências..." Se você precisa a todo custo contar a eles para posteriormente vir uma possível aceitação, você não está sozinho - "bem-vindo ao clube" -, mas muitos dos que estão em boa saúde sugerirão um psicólogo, inclusive eu, para amenizar essa autocobrança. (Não é um problema precisar de psicólogo.)

Isso que escrevi é para todas as pessoas que se cobram em contar tudo à sua família sem uma ideia clara do 'porquê' fazem isso. Gostei muito do tema do tópico; muitos aces - se não todos - se deparam com essa mesma situação.

[1] O convívio familiar é absolutamente diferente de outros convívios. Existe uma espécie de "cativeiro" onde você é obrigado a conviver com certas pessoas (algo físico mesmo, como pouco espaço, m2...), por isso existe também uma percepção menor do limite do espaço pessoal do outro e há aí uma confusão de onde você "termina" e o outro "começa".
Nesses ambientes você percebe bem que pais acreditam que os filhos lhe pertencem, e o contrário, havendo aí a perda da individualidade. Se uma dessas pessoas parece aos olhos de um "doente" ou "disforme", as chances de rejeição são gigantes. Por isso não se conta qualquer coisa para qualquer família, em hipótese alguma, nesse tipo de convivência. Acreditar que família sempre vai lhe aceitar é errôneo: biologicamente não somos assim, como espécie, absolutamente descuidados. Se você já não mora com seus pais e depende menos deles, parabéns; você tem menos chance de ser rejeitado caso venha a contar a eles alguma coisa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhoda Penmark
Mestre
Mestre
avatar

Mensagens 958
Inscrição 21/05/2014
Idade 28
Pensamento Seja você mesmo, mas não seja sempre o mesmo.

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   22/10/2016, 14:18

Léo escreveu:
Desculpe, acho que vou decepcionar a maioria dos que responderam ao tópico, inclusive a autora rsrs. Mas é com carinho que escrevo isto.

Não consigo ler tudo, mas vou focar no tema do tópico:

Você, assexual (no geral), não precisa contar tudo à sua família e, inclusive, deve seguir a recomendação de não contar, especificamente à sua família, sobre sua condição (as)sexual. Com amigos até pode ser porque você pode desfazer a amizade caso venha a rejeição, mas com familiares não. Você não pode mudar de mãe, pai, avó... É importante você entender essa diferença.

Você depende da aceitação da sua família, aceite isto. Por isso não "provoque".

Se você descobre ser assexual, coleciona indícios - e/ou experiências se você tiver mais idade - de que de fato o é, é bem "resolvido" - ou seja, não possui traumas e/ou repugnância ao assunto "sexo" (ou se tiver, faz tratamento psicológico) - e justamente nesta fase da vida está feliz por ter se encontrado, você tem a maior chance do mundo de perder toda essa alegria se seus familiares (principalmente pais, mães e avós) começarem a dar palpites na sua sexualidade e no seu comportamento se você os contar de onde provém toda essa alegria de realização (considerando que descobrir-se seja uma realização pessoal). [1]

Esse mesmo conselho, de não compartilhar com familiares (e às vezes até amigos) o que está te fazendo feliz, geralmente é dado ao assunto "relacionamentos amorosos", onde você "esconde" seu novo parceiro de pessoas próximas para que elas não deem palpite sobre a nova pessoa que você considera o "amor da sua vida" e eles não destruam isso tudo e lhe ponha para baixo. Muitos sabem que relacionamentos mais costumam acabar quando apresentamos o parceiro às pessoas que conhecemos para cumprir um bobo e perigoso protocolo social.

Talvez seja tarde para muitos assexuais que já compartilharam sua condição e enfrentaram, ou ainda podem enfrentar, uma rejeição de onde não devia partir, que são das pessoas próximas.

Não estou dizendo que a nenhum familiar devemos nos abrir e pedir ajuda. É óbvio que não, mas lembre-se: a exceção não é a regra. E a regra é familiares estragarem tudo quando você está bem no simples ato de desacreditar o que você diz, no caso a assexualidade.

Porque pais "são crianças como você", é mais um indício de que são pessoas, no geral, despreparadas para, inclusive, terem tido filhos; quanto mais para exercerem a influência - enorme - que exercem em você. Isso não é desculpa para achar que os erros deles são justificáveis. Pelo contrário, isso é desculpa para você não contar tudo a eles por achar que deve "compartilhar suas alegrias, suas visões, suas experiências..." Se você precisa a todo custo contar a eles para posteriormente vir uma possível aceitação, você não está sozinho - "bem-vindo ao clube" -, mas muitos dos que estão em boa saúde sugerirão um psicólogo, inclusive eu, para amenizar essa autocobrança. (Não é um problema precisar de psicólogo.)

Isso que escrevi é para todas as pessoas que se cobram em contar tudo à sua família sem uma ideia clara do 'porquê' fazem isso. Gostei muito do tema do tópico; muitos aces - se não todos - se deparam com essa mesma situação.

[1] O convívio familiar é absolutamente diferente de outros convívios. Existe uma espécie de "cativeiro" onde você é obrigado a conviver com certas pessoas (algo físico mesmo, como pouco espaço, m2...), por isso existe também uma percepção menor do limite do espaço pessoal do outro e há aí uma confusão de onde você "termina" e o outro "começa".
Nesses ambientes você percebe bem que pais acreditam que os filhos lhe pertencem, e o contrário, havendo aí a perda da individualidade. Se uma dessas pessoas parece aos olhos de um "doente" ou "disforme", as chances de rejeição são gigantes. Por isso não se conta qualquer coisa para qualquer família, em hipótese alguma, nesse tipo de convivência. Acreditar que família sempre vai lhe aceitar é errôneo: biologicamente não somos assim, como espécie, absolutamente descuidados. Se você já não mora com seus pais e depende menos deles, parabéns; você tem menos chance de ser rejeitado caso venha a contar a eles alguma coisa.

Concordo plenamente. É por isso que não contei à minha família sobre minha assexualidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sha
Admin
Admin
avatar

Mensagens 482
Inscrição 30/03/2012
Idade 34
Pensamento "Nós temos que aprender que não somos isso que a sociedade diz que nós somos." Laércio Fonseca

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   22/10/2016, 14:47

Eu acho que se você tem certeza que sua família não vai te apoiar, é melhor não contar. Mas no caso dela foi bom. Seus parentes só precisam de um tempo para digerir as informações. Nós também demoramos para compreender tudo. Contando a gente se livra da pressão, de ter que ficar sempre ouvindo aquelas frases como: "Cadê o namoradinho?". Não ter segredos é bom!


Se ame, se cuide.  coração roxo

bandeira Sobre a Comunidade Assexual

Site e Blog    ●   Loja   ●
Facebook   ●   Instagram  ●   YouTube

Mapa dos Assexuais no Brasil  ●  Grupo no Whatsapp

Pesquisa   ●   Encontros de Assexuais   ●   Twitter

Contato: assexualidade.com.br@gmail.com
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.assexualidade.com.br
Bells
Sabido(a)
Sabido(a)
avatar

Mensagens 206
Inscrição 04/09/2016
Idade 25
Pensamento See the line where the sky meets the sea? It calls me

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   22/10/2016, 14:54

Léo escreveu:
Desculpe, acho que vou decepcionar a maioria dos que responderam ao tópico, inclusive a autora rsrs. Mas é com carinho que escrevo isto.

Não consigo ler tudo, mas vou focar no tema do tópico:

Você, assexual (no geral), não precisa contar tudo à sua família e, inclusive, deve seguir a recomendação de não contar, especificamente à sua família, sobre sua condição (as)sexual. Com amigos até pode ser porque você pode desfazer a amizade caso venha a rejeição, mas com familiares não. Você não pode mudar de mãe, pai, avó... É importante você entender essa diferença.

Você depende da aceitação da sua família, aceite isto. Por isso não "provoque".

Se você descobre ser assexual, coleciona indícios - e/ou experiências se você tiver mais idade - de que de fato o é, é bem "resolvido" - ou seja, não possui traumas e/ou repugnância ao assunto "sexo" (ou se tiver, faz tratamento psicológico) - e justamente nesta fase da vida está feliz por ter se encontrado, você tem a maior chance do mundo de perder toda essa alegria se seus familiares (principalmente pais, mães e avós) começarem a dar palpites na sua sexualidade e no seu comportamento se você os contar de onde provém toda essa alegria de realização (considerando que descobrir-se seja uma realização pessoal). [1]

Esse mesmo conselho, de não compartilhar com familiares (e às vezes até amigos) o que está te fazendo feliz, geralmente é dado ao assunto "relacionamentos amorosos", onde você "esconde" seu novo parceiro de pessoas próximas para que elas não deem palpite sobre a nova pessoa que você considera o "amor da sua vida" e eles não destruam isso tudo e lhe ponha para baixo. Muitos sabem que relacionamentos mais costumam acabar quando apresentamos o parceiro às pessoas que conhecemos para cumprir um bobo e perigoso protocolo social.

Talvez seja tarde para muitos assexuais que já compartilharam sua condição e enfrentaram, ou ainda podem enfrentar, uma rejeição de onde não devia partir, que são das pessoas próximas.

Não estou dizendo que a nenhum familiar devemos nos abrir e pedir ajuda. É óbvio que não, mas lembre-se: a exceção não é a regra. E a regra é familiares estragarem tudo quando você está bem no simples ato de desacreditar o que você diz, no caso a assexualidade.

Porque pais "são crianças como você", é mais um indício de que são pessoas, no geral, despreparadas para, inclusive, terem tido filhos; quanto mais para exercerem a influência - enorme - que exercem em você. Isso não é desculpa para achar que os erros deles são justificáveis. Pelo contrário, isso é desculpa para você não contar tudo a eles por achar que deve "compartilhar suas alegrias, suas visões, suas experiências..." Se você precisa a todo custo contar a eles para posteriormente vir uma possível aceitação, você não está sozinho - "bem-vindo ao clube" -, mas muitos dos que estão em boa saúde sugerirão um psicólogo, inclusive eu, para amenizar essa autocobrança. (Não é um problema precisar de psicólogo.)

Isso que escrevi é para todas as pessoas que se cobram em contar tudo à sua família sem uma ideia clara do 'porquê' fazem isso. Gostei muito do tema do tópico; muitos aces - se não todos - se deparam com essa mesma situação.

[1] O convívio familiar é absolutamente diferente de outros convívios. Existe uma espécie de "cativeiro" onde você é obrigado a conviver com certas pessoas (algo físico mesmo, como pouco espaço, m2...), por isso existe também uma percepção menor do limite do espaço pessoal do outro e há aí uma confusão de onde você "termina" e o outro "começa".
Nesses ambientes você percebe bem que pais acreditam que os filhos lhe pertencem, e o contrário, havendo aí a perda da individualidade. Se uma dessas pessoas parece aos olhos de um "doente" ou "disforme", as chances de rejeição são gigantes. Por isso não se conta qualquer coisa para qualquer família, em hipótese alguma, nesse tipo de convivência. Acreditar que família sempre vai lhe aceitar é errôneo: biologicamente não somos assim, como espécie, absolutamente descuidados. Se você já não mora com seus pais e depende menos deles, parabéns; você tem menos chance de ser rejeitado caso venha a contar a eles alguma coisa.

Eu só acho que não tinha a necessidade de dizer isso agora ou aqui nesse post, porque claramente ela queria contar pra mãe e vem dado tudo certo. Tem o risco de deixar ela assustada ou arrependida por ter confiado na mãe dela.

E como assim somos biologicamente descuidados????????? Explica isso melhor, por favor???
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Léo
Mestre Supremo(a)
Mestre Supremo(a)
avatar

Mensagens 1573
Inscrição 24/07/2013
Idade 101
Pensamento y1 = -√(1-x²) + √|x|, y2 = √(1-x²) + √|x|

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   22/10/2016, 22:02

Bells escreveu:
Eu só acho que não tinha a necessidade de dizer isso agora ou aqui nesse post, porque claramente ela queria contar pra mãe e vem dado tudo certo. Tem o risco de deixar ela assustada ou arrependida por ter confiado na mãe dela.

E como assim somos biologicamente descuidados????????? Explica isso melhor, por favor???

Como disse por MP, a interpretação da frase foi equivocada rsrs. Existe um "não" nela. Mas sobre isso eu não queria prolongar aqui neste tópico, até porque seria outro grande assunto. Mas, resumidamente, quis dizer que não somos tão permissivos para com alguém de nosso grupo, no caso esse que exemplifiquei, que é familiar e [...], a ponto de não expressar rejeição por ele aparentar uma "discrepância" de comportamento, que de imediato seria visto como ameaça. Enfim, é coisa de biologia e psicológica, astrologia língua e tudo por causa dos ventos alísios e do Lula também. Fiquemos com o tema do tópico após os comerciais. língua
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sheldon
Sabido(a)
Sabido(a)
avatar

Mensagens 306
Inscrição 11/09/2016
Idade 28

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   22/10/2016, 22:20

Sobre o assunto de contar

creio que depende de cada caso ... tem pais que são muito fechados ... e não vão aceitar tão bem (mesmo achando que dificilmente seriamos colocados pra fora de casa como alguns ainda fazem como homosexuais )

no meu ainda n acho valido
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bells
Sabido(a)
Sabido(a)
avatar

Mensagens 206
Inscrição 04/09/2016
Idade 25
Pensamento See the line where the sky meets the sea? It calls me

MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   23/10/2016, 18:15

Léo escreveu:
Bells escreveu:
Eu só acho que não tinha a necessidade de dizer isso agora ou aqui nesse post, porque claramente ela queria contar pra mãe e vem dado tudo certo. Tem o risco de deixar ela assustada ou arrependida por ter confiado na mãe dela.

E como assim somos biologicamente descuidados????????? Explica isso melhor, por favor???

Como disse por MP, a interpretação da frase foi equivocada rsrs. Existe um "não" nela. Mas sobre isso eu não queria prolongar aqui neste tópico, até porque seria outro grande assunto. Mas, resumidamente, quis dizer que não somos tão permissivos para com alguém de nosso grupo, no caso esse que exemplifiquei, que é familiar e [...], a ponto de não expressar rejeição por ele aparentar uma "discrepância" de comportamento, que de imediato seria visto como ameaça. Enfim, é coisa de biologia e psicológica, astrologia língua e tudo por causa dos ventos alísios e do Lula também. Fiquemos com o tema do tópico após os comerciais. língua

Hmm...ok então HGUIDHGIUFDHGIDH

Vamo parar por aqui pra não desvirtuar o tópico xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   16/11/2016, 15:27

Anonymous escreveu:
AVISO: As frases a seguir sao expressoes de pensamentos proprios, que podem OU NAO, estar corretos, mas de qualquer forma sao apenas frutos da minha reflexao sobre o escrito acima, nao estava nessa situaçao e nao conheço voce ou sua familia, logo minha imformaçao é limitada e ainda esta sujeita a possiveis erros de interpretaçao.
Acho que ela esta em negaçao. Minha mae esta assim comigo, eu disse para ela que sou ace e ela respondeu dizendo que tem certeza que um dia eu vou me apaixonar, casar virgem e ter filhos, por que Deus tem um plano para minha vida. Rolling Eyes  Fez questao de mencionar que quando ela estava gravida de mim, todos os dias pedia a Deus que se eu nao fosse um servo fiel dele, que nem nascesse, sou ateu, e peço desculpas aos cristaos, nao quero ofender a religiao, mas enquanto ela acha que isso é uma prova de amor, pois se nao nascesse eu nao iria para o inferno, eu vejo como fruto de um excesso de fé, e fé demais é o que leva, por exemplo, alguem a participar de um culto suicida.
Voltando ao que interessa, acho que sua mae esta no mesmo estado que a minha (tirando a parte da fé), esta negando que voce possa ser ace ou qualquer outra coisa fora do esperado, esta acreditando que voce só esta confusa ou algo do tipo, e que ainda vai se descobrir "normal". Em outras palavras, ela nao entendeu nada, apenas fingiu para evitar o conflito e deixar voce perceber por si mesma que ela estava certa o tempo todo. E enquanto voce nao se descobrir e se impor, o mais provavel é que ela continue assim.
Repetindo que isso é só o que eu penso, posso estar totalmente errado e ter julgado mal a situaçao, mas pelo que vejo é isso.
Como sai da comunidade e voltei, estou reinvindicando minhas mensagens antigas. Todas as que eu citei fui eu que mandei antes de sair.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Sinais de falsa aceitação da família?   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Sinais de falsa aceitação da família?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» [Comentários]Torneio de Fotos Especial de Aniversário Guerra Galatica - Hyoga vs Ichi
» Ficha - [Kim Namjoon]

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Comunidade Assexual :: Comunidade Assexual :: Depoimentos-