InícioGlossárioProcurarRegistarEntrar

Compartilhe
 

 Apenas um leve desabafo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir para baixo 
AutorMensagem
PumpkinCake
Aprendiz
Aprendiz
PumpkinCake

Mensagens 124
Inscrição 06/01/2021
Idade 24
Pensamento "Não tenho certeza de nada, mas a visão das estrelas me faz sonhar." -Vincent van Gogh

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty26/10/2021, 21:57

Estou eu aqui mais um vez para expor minhas impressões sobre o mundo ao redor e dúvidas. Talvez seja algo um pouco ingênuo pela minha falta de experiência com outras pessoas, mas aqui vai. rindo muito

Um breve resuminho sobre mim. Descobri ser ace no começo desse ano e cada vez mais me identifico com a comunidade. Então, o processo de aceitação está indo melhor que antes e, depois de ter participado de uma despedida de solteira e um encontro com amigas, percebi e refleti sobre coisas que me fizeram ter mais certeza de como existe uma grande diferença na forma que as pessoas interagem com outras. Pode ser só uma coisa minha, mas não conseguia ver a razão de valorizarem tanto e se vangloriarem por coisas da intimidade ou no simples fato de escolher alguém aleatório só para dar uns beijos. Nada contra os allos, mas apenas é a minha falta de necessidade para esse comportamento, ou seja, as pessoas procuram prazer no outro primeiro e depois decidem se querem relacionamento ou talvez nunca queiram isso. Já eu só penso no outro como uma companhia e o prazer não é relevante, também não cabe agora dizer se eu faria algo algum dia ou não, não importa nem adianta fosforilar antes do tempo.

Além disso, me peguei pensando de duas formas:
-Por um lado penso que nunca ter um companheiro de vida não é tão ruim assim caso se encaminhe para isso. Ter ou não ter alguém está virando um tanto faz, portanto que minha paz de espírito se preserve e eu não precise passar por coisas que não queira só para satisfazer o outro. Talvez seja drástico já pensar dessa forma, mas vendo as coisas como estão agora não me parece um futuro ruim. Meus planos de maternidade, se forem para frente, poderão ser resolvidos com adoção ou inseminação artificial.

-Por outro lado, já tive um certo medo de tentar conhecer melhor alguém e chegar um momento que da pessoa querer algum tipo de contato e eu não esteja com vontade disso, até de um beijo. Meu terapeuta disse que a pessoa teria que entender isso caso quisesse realmente algo comigo. A situação me levou para outro medo, o de caso o outro “entenda”, mas sempre esperar algo de mim ou simplesmente desistir. E isso me leva a refletir se essa situação sempre poderia se repetir e dar em nada. Por isso que a ideia de ficar sozinha às vezes é mais reconfortante, ainda mais que quase 100% das pessoas que tentei conhecer acabaram não tendo compatibilidade ou simplesmente o caráter era duvidoso virada de olhos . Acabei cansando e ficando sem paciência de começar a interagir com novos, talvez isso permaneça por mais um tempo já que estou com outro foco na vida no momento.

Não tem como saber do futuro nem como vou me comportar ou sentir, pensar demais sobre isso acontece em pessoas ansiosas. Por isso queria saber mais de vocês pois eu acho que até o terapeuta pode ter limites de entendimento já que não está tão aprofundado na assexualidade e talvez alguém daqui já tenha passado por isso (ou também esteja no mesmo barco que eu). Ficou muito grande, mas pelo menos foi bom para tirar essas ideias da cabeça.
Ir para o topo Ir para baixo
M-Aril
Sabido(a)
Sabido(a)
M-Aril

Mensagens 217
Inscrição 25/12/2014
Idade 28
Pensamento "Jamais deixarei que suas preces terminem em desespero" —Kaname Madoka

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty27/10/2021, 17:59

Então, eu penso muito sobre isso também, às vezes me dá uma inveja dos allos pq pra eles é muito mais fácil encontrar uma pessoa compativel pra viver o resto da vida juntos. O sentimento de solidão me apavora, queria fechar um grupo de assexuais q queiram rachar aluguel e morar junto, seria o meu máximo bom futuro, mas além de sermos uma minoria, nós estamos muito distantes uns dos outros, mas eu nao largo mão desse plano justamente por ele ser extremamente simples, fazer uma casa assexual ou coisa assim.

Eu sou ace de certeza, nao tenho muita certeza se sou aro por causa de paixonites durante a adolescencia, durante a puberdade, mas sei q sou ace.

Minha terapeuta nao entende muito de assexualidade e isso me deixa meio travado, a minha sexualidade se tornou um tema q eu nao consigo retomar na psicologa mas eu vou ainda explicar pra ela tudo beeeem direitinho.
Ir para o topo Ir para baixo
jambubble
Novato(a)
Novato(a)
jambubble

Mensagens 22
Inscrição 21/09/2021
Idade 19

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty28/10/2021, 22:07

Acho extremamente complexo também desenvolver um relacionamento, tenho esse exato sentimento que a pessoa estará aguardando eternamente algo que não vira, que não se contente com o que eu já forneço.

Saindo um pouco do tópico pra fazer uma observação:

Eu fico impressionada com alguns relatos da galera sobre os psicólogos, e o desconhecimento dele sobre determinados assuntos e até condutas anti éticas. Só queria dizer que eu me identifico como assexual mas ainda estou nesse processo de aceitação, e naquilo de hmm será mesmo, mas quase certeza. E sou estudante de psicologia 👁️ espero que mais profissionais dessa área se formem, e se não forem assexuais, que estudem o assunto pois deve ser difícil demais não poder falar com um profissional que compreenda isso. Abraços pra vocês 🤝
Ir para o topo Ir para baixo
davilfs
Novato(a)
Novato(a)
davilfs

Mensagens 27
Inscrição 20/02/2021
Idade 31
Pensamento Os mundos novos devem ser vividos antes de ser explicados... (Alejo Carpentier)

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty1/11/2021, 01:12

Essa questão de companhia colocada enquanto um casal acaba sendo apenas uma convenção social. É possível acompanhar e estar acompanhado, cuidar e ser cuidado, aprender e ensinar, trocar, etc. Fora desse padrão. A maternidade é um aspecto que você já identificou que pode ser resolvido fora desta convenção. Todas as outras necessidades também podem. Então acho que as necessidades podem amparar-se em outros tipos de relacionamentos, e está tudo tranquilo quanto a isso. O peso da norma é grande, mas acho que com atenção, reflexão e prática é bem possível desviar dela e tomar outros caminhos.

Eaí ter ou não ter alguém, seja em qual sentido for, acaba sendo apenas um fruto do porvir, dos encontros que podem acontecer ou não na vida. Deixa de ser uma questão crucial e passa a ser algo que pode, ou não, fruir.

Seguindo esta linha de pensamento, muita ansiedade vai se esvaindo. Percebo que por todo tempo que não sabia que era ace (demissexual heterorromântico... e sexo-positivo) - soube apenas agora há pouco, aos 30 - acabei desenvolvendo vários comportamentos e pensamentos para tentar compatibilizar meu jeito de ser à esta norma ou convenção. Eaí acabei virando uma pessoa ansiosa, meio tímida e retraída em relação a alguns tipos de trocas que pudessem ter relação com paquera, características que não provém nem um pouco na minha personalidade... Mas acabei desenvolvendo essa "casca".

Essa casca tem muito a ver com esse medo de tentar conhecer melhor. Medo de abordar. Medo de aparentar oferecer algo que posso não ter. Isso acaba sendo bem imobilizante, congelante. Acabo que por não saber e ter medo (re)agir, acabo ficando sem reação em várias circunstâncias, e vou minando possibilidades de encontros e trocas, sejam quais forem.

Falo isso da minha perspectiva. Esse processo de desconstruir essa normatização, e encontrar nossas próprias maneiras de trocar afetos, propiciar encontros, etc, parece ser super laborioso, mas acho que pode ter retornos muito bons para ficar tranquilo consigo próprio, viver em consonância com a nossa natureza e individualidade.

Acho que o movimento lgbtqia+ como um todo, a não-monogamia, o movimento decolonial, tem muito a oferecer para nossa existência com coisas que tenham relação com este debate. Enfim, falei demais, mas é o que tem povoado minha cabeça. Cansado do meu jeito de sentir interesses e desejos totalmente fora de realidade. Platônicos ou utópicos. Queria saber ou conseguir extravasar, trocar e aterrar isso... E não necessariamente tem a ver com sexo, que não me é uma coisa primária, e não me ocorre quase nunca (e geralmente foram situações estranhas), tirando os dois relacionamentos que tive (de 5 e 7 anos) e 2 situações que aconteceram com uma amiga.
Ir para o topo Ir para baixo
PumpkinCake
Aprendiz
Aprendiz
PumpkinCake

Mensagens 124
Inscrição 06/01/2021
Idade 24
Pensamento "Não tenho certeza de nada, mas a visão das estrelas me faz sonhar." -Vincent van Gogh

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty13/11/2021, 12:15

M-Aril escreveu:
Então, eu penso muito sobre isso também, às vezes me dá uma inveja dos allos pq pra eles é muito mais fácil encontrar uma pessoa compativel pra viver o resto da vida juntos. O sentimento de solidão me apavora, queria fechar um grupo de assexuais q queiram rachar aluguel e morar junto, seria o meu máximo bom futuro, mas além de sermos uma minoria, nós estamos muito distantes uns dos outros, mas eu nao largo mão desse plano justamente por ele ser extremamente simples, fazer uma casa assexual ou coisa assim.

Eu sou ace de certeza, nao tenho muita certeza se sou aro por causa de paixonites durante a adolescencia, durante a puberdade, mas sei q sou ace.

Minha terapeuta nao entende muito de assexualidade e isso me deixa meio travado, a minha sexualidade se tornou um tema q eu nao consigo retomar na psicologa mas eu vou ainda explicar pra ela tudo beeeem direitinho.

A vida dos allos parece ser menos complicada nesse sentido. Solidão é algo bem complexo, né? Por mais que nos falem para gostar da própria companhia, o ser humano é um animal sociável pois vive em grupos e isso limita o completo isolamento. Acho que temos a necessidade de ter alguém por perto por causa disso. Afinal, só porque somos ace não quer dizer que queremos ficar sozinhos.

Assexualidade realmente é um tema meio complicado para ser debatido com leigos, psicólogos também podem ser novatos nesse assunto, é algo novo (acredito eu). O mínimo que podem fazer é respeitar sua identificação.
Ir para o topo Ir para baixo
PumpkinCake
Aprendiz
Aprendiz
PumpkinCake

Mensagens 124
Inscrição 06/01/2021
Idade 24
Pensamento "Não tenho certeza de nada, mas a visão das estrelas me faz sonhar." -Vincent van Gogh

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty13/11/2021, 12:23

jambubble escreveu:
Acho extremamente complexo também desenvolver um relacionamento, tenho esse exato sentimento que a pessoa estará aguardando eternamente algo que não vira, que não se contente com o que eu já forneço.

Saindo um pouco do tópico pra fazer uma observação:

Eu fico impressionada com alguns relatos da galera sobre os psicólogos, e o desconhecimento dele sobre determinados assuntos e até condutas anti éticas. Só queria dizer que eu me identifico como assexual mas ainda estou nesse processo de aceitação, e naquilo de hmm será mesmo, mas quase certeza. E sou estudante de psicologia 👁️ espero que mais profissionais dessa área se formem, e se não forem assexuais, que estudem o assunto pois deve ser difícil demais não poder falar com um profissional que compreenda isso. Abraços pra vocês 🤝

É muito triste isso, porque pode ser uma boa pessoa, bem legal, mas fica na expectativa de algo que pode ou não acontecer.

Siiim, fico impressionada com a falta de profissionalismo de alguns. Tive muita sorte de não ter acontecido isso comigo (o meu terapeuta é bem respeitoso com minha identificação). O que eu percebo em geral é que existe uma carência de conhecimento distanciado do senso comum sobre essa parte da sexualidade e até dos outros tipos de atração. Espero que as novas gerações de estudantes de psicologia e outros profissionais da saúde tenham mais contato sobre isso durante a graduação.
Ir para o topo Ir para baixo
Carol.ss
Sabido(a)
Sabido(a)
Carol.ss

Mensagens 158
Inscrição 05/02/2021
Idade 23
Pensamento eu não me encaixo, eu so quero me entender

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty13/11/2021, 16:42

Eu ando pensando nisso, e com minha baixo auto-estima não ajuda, estou me considerando assexual romantica ou gray-a e realmente to na duvida se eu seria feliz num relacionamento, ou não. Porque a maioria das pessoas é muito sexual primeiro realmente querem sexo, pra depois ver se o negocio anda pra um namoro, ninguem quer mais sair pra conhecer, ou conversar ou ate querem isso mas querem sexo mesmo logo. è muito desanimador pensar no futuro, porque realmente queria casar um dia, quem sabe ter um nenem, mas é complexo para os outros me entederem.
Ir para o topo Ir para baixo
MStar21
Novato(a)
Novato(a)
MStar21

Mensagens 23
Inscrição 13/04/2021
Idade 30

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty13/11/2021, 17:43

Carol.ss escreveu:
Eu ando pensando nisso, e com minha baixo auto-estima não ajuda, estou me considerando assexual romantica ou gray-a e realmente to na duvida se eu seria feliz num relacionamento, ou não. Porque a maioria das pessoas é muito sexual primeiro realmente querem sexo, pra depois ver se o negocio anda pra um namoro, ninguem quer mais sair pra conhecer, ou conversar ou ate querem isso mas querem sexo mesmo logo. è muito desanimador pensar no futuro, porque realmente queria casar um dia, quem sabe ter um nenem, mas é complexo para os outros me entederem.

Nesses últimos dias tenho pensado bastante nisso. Eu fico chocada como as pessoas são sexuais demais, se conhecem e já transam, não deu certo com um, tá lá com outro beija e transa de novo, isso pra mim é tão vazio e sem sentido. A conexão das pessoas não pode girar em torno disso mas infelizmente gira.
Eu não queria pensar no futuro mas tem vezes q fico martelando sabe? Tenho pela consciência que pode ser que nunca tenha um relacionamento e tem vezes q estou super de boa em relação à isso, mas tem vezes (hoje) q fico com um nó na garganta e com vontade de chorar por causa disso pq no fundo quero ter uma companhia.

Tbem penso, até que ponto vale a pena me interessar por alguém sendo q sei não vai dar certo? Até q ponto vale se envolver sabendo q tem prazo de validade?
Pq na hora que evoluir pra sexo ou eu ou o cara q estou vai pular fora. É sempre assim e não vai mudar
Ir para o topo Ir para baixo
Tiago
Sabido(a)
Sabido(a)
Tiago

Mensagens 223
Inscrição 15/02/2019
Idade 31
Pensamento "Rótulos carregam expectativas sociais e também pessoais, alimentadas pelo social." Laura Pires

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty13/11/2021, 17:54

MStar21 escreveu:
Carol.ss escreveu:
Eu ando pensando nisso, e com minha baixo auto-estima não ajuda, estou me considerando assexual romantica ou gray-a e realmente to na duvida se eu seria feliz num relacionamento, ou não. Porque a maioria das pessoas é muito sexual primeiro realmente querem sexo, pra depois ver se o negocio anda pra um namoro, ninguem quer mais sair pra conhecer, ou conversar ou ate querem isso mas querem sexo mesmo logo. è muito desanimador pensar no futuro, porque realmente queria casar um dia, quem sabe ter um nenem, mas é complexo para os outros me entederem.

Nesses últimos dias tenho pensado bastante nisso. Eu fico chocada como as pessoas são sexuais demais, se conhecem e já transam, não deu certo com um, tá lá com outro beija e transa de novo, isso pra mim é tão vazio e sem sentido. A conexão das pessoas não pode girar em torno disso mas infelizmente gira.
Eu não queria pensar no futuro mas tem vezes q fico martelando sabe? Tenho pela consciência que pode ser que nunca tenha um relacionamento e tem vezes q estou super de boa em relação à isso, mas tem vezes (hoje) q fico com um nó na garganta e com vontade de chorar por causa disso pq no fundo quero ter uma companhia.

Tbem penso, até que ponto vale a pena me interessar por alguém sendo q sei não vai dar certo? Até q ponto vale se envolver sabendo q tem prazo de validade?
Pq na hora que evoluir pra sexo ou eu ou o cara q estou vai pular fora. É sempre assim e não vai mudar

Eu to exatamente nesse ponto, talvez pela idade, vejo amigos e colegas todos casados tendo filhos, primos e conhecidos mais novos indo e vindo de relacionamentos e fico de longe só vendo isso.
E fico nessa tbm, de querer ou não um relacionamento, talvez por carencia (sinto falta de uma companhia romântica) e por outro, penso em todos os problemas que é isso...a vida é uma coisa controversa né hehe
Ir para o topo Ir para baixo
Carol.ss
Sabido(a)
Sabido(a)
Carol.ss

Mensagens 158
Inscrição 05/02/2021
Idade 23
Pensamento eu não me encaixo, eu so quero me entender

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty13/11/2021, 19:25

MStar21 escreveu:
Carol.ss escreveu:
Eu ando pensando nisso, e com minha baixo auto-estima não ajuda, estou me considerando assexual romantica ou gray-a e realmente to na duvida se eu seria feliz num relacionamento, ou não. Porque a maioria das pessoas é muito sexual primeiro realmente querem sexo, pra depois ver se o negocio anda pra um namoro, ninguem quer mais sair pra conhecer, ou conversar ou ate querem isso mas querem sexo mesmo logo. è muito desanimador pensar no futuro, porque realmente queria casar um dia, quem sabe ter um nenem, mas é complexo para os outros me entederem.

Nesses últimos dias tenho pensado bastante nisso. Eu fico chocada como as pessoas são sexuais demais, se conhecem e já transam, não deu certo com um, tá lá com outro beija e transa de novo, isso pra mim é tão vazio e sem sentido. A conexão das pessoas não pode girar em torno disso mas infelizmente gira.
Eu não queria pensar no futuro mas tem vezes q fico martelando sabe? Tenho pela consciência que pode ser que nunca tenha um relacionamento e tem vezes q estou super de boa em relação à isso, mas tem vezes (hoje) q fico com um nó na garganta e com vontade de chorar por causa disso pq no fundo quero ter uma companhia.

Tbem penso, até que ponto vale a pena me interessar por alguém sendo q sei não vai dar certo? Até q ponto vale se envolver sabendo q tem prazo de validade?
Pq na hora que evoluir pra sexo ou eu ou o cara q estou vai pular fora. É sempre assim e não vai mudar


Concordo acho bem vazio transar por transar nao querer mais fazer planos se conhecer, não entendo mais todo isso vem do empoderamento que todos tem hoje em dia, acho que pessoas assim não podem ser felizes e se são deve ser so pelo prazer.
Ir para o topo Ir para baixo
MStar21
Novato(a)
Novato(a)
MStar21

Mensagens 23
Inscrição 13/04/2021
Idade 30

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty13/11/2021, 21:32

Tiago escreveu:
MStar21 escreveu:
Carol.ss escreveu:
Eu ando pensando nisso, e com minha baixo auto-estima não ajuda, estou me considerando assexual romantica ou gray-a e realmente to na duvida se eu seria feliz num relacionamento, ou não. Porque a maioria das pessoas é muito sexual primeiro realmente querem sexo, pra depois ver se o negocio anda pra um namoro, ninguem quer mais sair pra conhecer, ou conversar ou ate querem isso mas querem sexo mesmo logo. è muito desanimador pensar no futuro, porque realmente queria casar um dia, quem sabe ter um nenem, mas é complexo para os outros me entederem.

Nesses últimos dias tenho pensado bastante nisso. Eu fico chocada como as pessoas são sexuais demais, se conhecem e já transam, não deu certo com um, tá lá com outro beija e transa de novo, isso pra mim é tão vazio e sem sentido. A conexão das pessoas não pode girar em torno disso mas infelizmente gira.
Eu não queria pensar no futuro mas tem vezes q fico martelando sabe? Tenho pela consciência que pode ser que nunca tenha um relacionamento e tem vezes q estou super de boa em relação à isso, mas tem vezes (hoje) q fico com um nó na garganta e com vontade de chorar por causa disso pq no fundo quero ter uma companhia.

Tbem penso, até que ponto vale a pena me interessar por alguém sendo q sei não vai dar certo? Até q ponto vale se envolver sabendo q tem prazo de validade?
Pq na hora que evoluir pra sexo ou eu ou o cara q estou vai pular fora. É sempre assim e não vai mudar

Eu to exatamente nesse ponto, talvez pela idade, vejo amigos e colegas todos casados tendo filhos, primos e conhecidos mais novos indo e vindo de relacionamentos e fico de longe só vendo isso.
E fico nessa tbm, de querer ou não um relacionamento, talvez por carencia (sinto falta de uma companhia romântica) e por outro, penso em todos os problemas que é isso...a vida é uma coisa controversa né hehe

Sim! Acho q qto mais velho a gente vai ficando mais vai pegando esse ponto. A gente só fica assistindo né? E da impressão que a nossa vida tá parada, é estranho kkkkk
As vezes é difícil se aceitar, queria ser de outro jeito e não precisar lidar com todos esses problemas
Ir para o topo Ir para baixo
PumpkinCake
Aprendiz
Aprendiz
PumpkinCake

Mensagens 124
Inscrição 06/01/2021
Idade 24
Pensamento "Não tenho certeza de nada, mas a visão das estrelas me faz sonhar." -Vincent van Gogh

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty14/11/2021, 20:06

davilfs escreveu:
Essa questão de companhia colocada enquanto um casal acaba sendo apenas uma convenção social. É possível acompanhar e estar acompanhado, cuidar e ser cuidado, aprender e ensinar, trocar, etc. Fora desse padrão. A maternidade é um aspecto que você já identificou que pode ser resolvido fora desta convenção. Todas as outras necessidades também podem. Então acho que as necessidades podem amparar-se em outros tipos de relacionamentos, e está tudo tranquilo quanto a isso. O peso da norma é grande, mas acho que com atenção, reflexão e prática é bem possível desviar dela e tomar outros caminhos.

Eaí ter ou não ter alguém, seja em qual sentido for, acaba sendo apenas um fruto do porvir, dos encontros que podem acontecer ou não na vida. Deixa de ser uma questão crucial e passa a ser algo que pode, ou não, fruir.

Seguindo esta linha de pensamento, muita ansiedade vai se esvaindo. Percebo que por todo tempo que não sabia que era ace (demissexual heterorromântico... e sexo-positivo) - soube apenas agora há pouco, aos 30 - acabei desenvolvendo vários comportamentos e pensamentos para tentar compatibilizar meu jeito de ser à esta norma ou convenção. Eaí acabei virando uma pessoa ansiosa, meio tímida e retraída em relação a alguns tipos de trocas que pudessem ter relação com paquera, características que não provém nem um pouco na minha personalidade... Mas acabei desenvolvendo essa "casca".

Essa casca tem muito a ver com esse medo de tentar conhecer melhor. Medo de abordar. Medo de aparentar oferecer algo que posso não ter. Isso acaba sendo bem imobilizante, congelante. Acabo que por não saber e ter medo (re)agir, acabo ficando sem reação em várias circunstâncias, e vou minando possibilidades de encontros e trocas, sejam quais forem.

Falo isso da minha perspectiva. Esse processo de desconstruir essa normatização, e encontrar nossas próprias maneiras de trocar afetos, propiciar encontros, etc, parece ser super laborioso, mas acho que pode ter retornos muito bons para ficar tranquilo consigo próprio, viver em consonância com a nossa natureza e individualidade.

Acho que o movimento lgbtqia+ como um todo, a não-monogamia, o movimento decolonial, tem muito a oferecer para nossa existência com coisas que tenham relação com este debate. Enfim, falei demais, mas é o que tem povoado minha cabeça. Cansado do meu jeito de sentir interesses e desejos totalmente fora de realidade. Platônicos ou utópicos. Queria saber ou conseguir extravasar, trocar e aterrar isso... E não necessariamente tem a ver com sexo, que não me é uma coisa primária, e não me ocorre quase nunca (e geralmente foram situações estranhas), tirando os dois relacionamentos que tive (de 5 e 7 anos) e 2 situações que aconteceram com uma amiga.

É sobre isso. Quanto mais a gente vai se livrando dessa obrigatoriedades de convenções, mais a ansiedade diminui e a gente consegue viver mais levemente. Consegui perceber bem isso quando pensei sobre essa questão da maternidade.
Sim, tem a questão da companhia, por mais que eu diga que tanto faz uma vozinha dentro de mim ainda queria viver um certo tipo de relação romântica de verdade com alguém, pautada no respeito por todos os meus limites de contato físico e no meu tempo.
Infelizmente não sou tão evoluída para falar que isso nunca foi um sonho meu, mas nem todos os sonhos podem ser realizados (vida real rindo muito ) e está tudo bem. Por isso que gosto mais de pensar no presente ou no que estou fazendo agora para melhorar meu futuro, uma vez que viver só pensando no que vai acontecer não é muito saudável.
Posso parecer ingênua, mas apenas gosto de pensar que ainda tem a possibilidade de conhecer o alguém ideal nos caminhos da vida só para me sentir um pouco otimista.
Ir para o topo Ir para baixo
Bruno Gamarra
Aprendiz
Aprendiz
Bruno Gamarra

Mensagens 62
Inscrição 03/06/2021
Idade 33

Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty14/11/2021, 21:31

É interessante mesmo, os allos começam pela transa.
Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado




Apenas um leve desabafo Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas um leve desabafo   Apenas um leve desabafo Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 

Apenas um leve desabafo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir para o topo 
Página 1 de 1

Permissões neste fórumVocê não pode responder aos tópicos
Comunidade Assexual :: Comunidade Assexual :: Depoimentos-